sábado, outubro 27, 2007

Até sempre!


O Vitória tem um lugar especial na minha vida. Não sou um adepto "doente" porque não gosto de fanatismos, mas só apoio um clube. Sempre assim foi, e assim será certamente. Há cerca de 1 ano e meio, nasceu o bancadanascente, um blog que se propos, desde o seu início, a ter uma visão diferente do universo Vitoriano. Aqui não encontravam a última contratação, ou a reportagem do jogo. Aqui eram expressas opiniões, comentários, faziam-se análises e lançavam-se debates. Nos últimos tempos, a actualização tem sido muito reduzida, e não corresponde ao que nos proposemos no seu início. Os motivos são vários, e não importa enumerá-los. Sei contudo que fizemos algo pelo Vitória, gratuitamente elevámos um pouco mais o nome do nosso clube, e disso estamos orgulhosos.

Hoje, termina este projecto. Com a certeza que existem outros que irão aparecer num futuro próximo. Existem já alguns de elevada qualidade na blogosfera Vitoriana, e espero, sinceramente, que surjam mais para que possamos enaltecer o orgulho que nos une!

Até sempre!

Vitória!

domingo, outubro 07, 2007

Não falo de arbitragem!

Jorge Sousa, o principal obreiro da Vitória do Sporting.


O Vitória mostrou qualidade na ida a Alvalade. Faltou o golo, mas saímos de cabeça levantada, e continuamos a acreditar numa boa época desta equipa. Cajuda provou, se ainda restavam dúvidas, que jogará sempre para ganhar, seja em que estádio for. Geromel abusou da qualidade na defesa, no jogo em que Ghilas voltou à titularidade e Mrdakovic ficou pela primeira vez no banco. Jorge Sousa, o escriturário, estragou a escrita num jogo que tinha tudo para ser um bom espectáculo no campo de batatas de Alvalade. Voltamos daqui a 15 dias no Afonso Henriques para receber a U. Leiria.


Coroado, em que terra é que vives?

quinta-feira, outubro 04, 2007

Negócios & Protocolos

O vitória assinou mais um protocolo, desta vez cm a AAUM. Fica sempre bem uma boa ligação as instituições da região.

1.920.000 € foi o preço de metade do Rabiola e do passe do Pelé. Só o tempo dirá se foi um bom negócio. Mas até pela altura escolhida para a divulgação do mesmo, parece-me que até o presidente acha que foi um mau negócio. Haver vamos...

No campo, continuamos em grande, 6 jogos, 12 pontos. Sábado, Alvalade o empate é um bom resultado.

domingo, setembro 23, 2007

3 notas...

1. 4-1, Com um golo do capitão e o 4º do Fajardo na Liga. A vitória era obrigatória para encararmos os próximos jogos: Sporting - 26/9 (casa), Braga - 30/9 (casa) e Sporting - 7/10 (fora).

2. 31 jogos sem perder, as estatísticas pouco valem, mas é de se levantar o chapéu. Venha o próximo!

3. Sereno, ainda há dúvidas sobre a posição em que deve jogar?

sábado, setembro 08, 2007

Troféu Cidade de Guimarães/Património da Humanidade

1000 espectadores para ver O NOSSO VITÓRIA no fim das férias a 7,5€ é um sucesso. Parabéns Sr. Presidente! Está-se sempre a aprender, não é?

Pelo menos ganhamos o caneco!

sexta-feira, setembro 07, 2007

4 notas

Vitória vs Deportivo: 7,5 € para ver o 13º classificado da última Liga Espanhola, para ser simpático, parece-me um exagero. Como não passou a proposta dos 3 bilhetes...tomem lá que é para aprenderem!

Taça da Liga: Podia ser outro o adeversário, calhou-nos o Sporting, não é o mais fácil teóricamente, mas para quem tem aspirações à vitória, não se pode temer ninguém...

Liga Intercalar: Tem pernas para andar, e a ideia é boa, apesar de termos um plantel bastante curto para grandes rotações. Acho estranho, é num ano dimunuir-se aos participantes na Liga e depois preocuparem-se em arranjar soluções para haver mais horas de competição em Portugal. Mas não está mal!

Ciclismo: Continua em risco a equipa de ciclismo do Vitória. A direcção do vitória já afirmou que não está interessada em tentar arranjar uma solução. À parte desta situação o principal patrocionador da época passada, António Campos da ASC, continua a procurar um patrocinador que ajude a viabilizar o projecto, orçado em cerca de 400 mil euros/ano.

domingo, setembro 02, 2007

Leixões vs Vitória


Um empate fora de casa, nunca é um mau resultado. Já vamos em 29 jogos sem perder. Na próxima jornada novamente mexidas na defesa. E agora Cajuda, Sereno, Márcio ou Moreno?





Fajardo, pelos 2 golos e pela boa exibição.
João Alves e Geromel pela segurança que demostraram.
Targino pela boa entrada em campo.





Radanovic pela infantilidade.
Sereno pelas falhas nos 2 golos (falha na barreira no 1º e perde a bola para Vierinha no 2º)
Alan, tem sido dos piores em todos os jogos. Demora a soltar a bola, e perde-a quase sempre.

sexta-feira, agosto 31, 2007

Renovações

Aí estão as elas. Geromel, Moreno e Targino renovam, ficam a faltar Ghilas, Serginho e ..... Nilson.

quarta-feira, agosto 29, 2007

Liga Record


Inscreve-te na Liga "Bancada Nascente" da Liga Record. Procura o código: bancada

segunda-feira, agosto 27, 2007

Pelé


O médio Vitoriano vai jogar no Inter de Milão. 2 milhões de euros, ao que parece, foi o preço do seu passe. É uma boa venda, dificilmente iria ganhar um lugar na equipa titular do Vitória, João Alves e Moreno são as primeiras escolhas de Cajuda para a posição, e dificilmente conseguiria ter, ao serviço do Vitória, um valor de mercado mais elevado do que o actual, depois das boas exibições no Torneio de Toulon.

Como já tinha previsto, era uma venda inevitável, tendo em conta que estava no último ano de contrato, apenas se estava à espera do melhor negócio que Jorge Mendes conseguisse arranjar. Boa Sorte miúdo!

domingo, agosto 26, 2007

Quem, para substituir Danilo?


Danilo, vinha prometendo uma boa época, mas a lesão no tendão de aquiles deixa-o de fora das opções nos próximos meses. Com a lesão de Danilo, abre-se uma vaga no centro da defesa. O vitória tem Radanovic, Márcio Martins, Sereno e Moreno como opções para um lugar ao lado de Geromel.

Sereno já demonstrou qualidades, mas para já é mais útil a jogar nas laterais, embora o regresso de Momha possa alterar esta situação.

Com Radanovic, ganhamos ‘altura’ que poderá ser importante nos lances aéreos, especialmente nas bolas paradas, tanto a nível defensivo, como ofensivo. Mas, na sua estreia no Afonso Henrique mostrou nervosismo e pouca segurança no seu jogo. Contudo, a presença de Sereno e Geromel na sua zona de acção pode dar-lhe a segurança que não teve, especialmente com Luciano Amaral no jogo de estreia.

A opção Moreno, é a que mais me agrada. Primeiro, porque ganhamos ‘força’ no sector defensivo. Segundo, porque parece estar mais contido nas suas intervenções, que já chegaram a prejudicar o Vitória. Terceiro, porque ganhamos uma excelente opção nos lances de bola parada.

De Márcio Martins, vi pouco. E, será à partida a última opção, embora Cajuda possa apostar no brasileiro que mostrou também credenciais na pré-época.

2 jogos, 2 empates.

O Vitória jogou bem. Jogar na Luz não é fácil, e a equipa de Cajuda mostrou que joga mesmo para ganhar em qualquer jogo. O 4-3-3 de Cajuda era um 4-2-3-1, com Flávio e Alves na frente do quarteto defensivo onde alinharam, Andrezinho e Sereno nas laterais e Geromel e Danilo no centro, protegendo a baliza do guardião Nilson. Alan e Carlitos nas alas, e Fajardo a ‘10’ no apoio a Miljan, o ponta de serviço.



Nilson, foi pelo segundo encontro consecutivo, um dos melhores, senão o melhor, com boas intervenções, com destaque para a defesa ao livre apontado por Cardozo.

Sereno, dá outra estabilidade à defesa. Impecável a nível defensivo, perde algum fulgor nas acções ofensivas, onde Andrezinho se sente melhor, embora hoje não se tenha mostrado muito, chegou a aparecer na ‘cara’ de Quim a finalizar, depois de mais um bom entendimento com o ala de serviço. Geromel, está de volta. Ainda bem! Jogou quase sempre em antecipação, e esteve em excelente plano. Danilo esteve seguro, ganhou quase sempre os lances pelo ar e esteve sempre muito concentrado. Moreno, substituiu o lesionado Danilo, e mostrou que é opção a central. Apontou um livre, bem ao seu estilo que quase dava golo.

Flávio, mostrou a eficácia que se lhe reconhece a nível defensivo, sempre com uma excelente ocupação dos espaços, e impecável nos lances aéreos. João Alves pautou o jogo, e, embora não deslumbrando, nunca complicou. Os dois mostram bom entendimento, mas algo lentos na disputa pelas bolas divididas.

Carlitos, aproveitou a aposta na titularidade, para mostrar credenciais, com bons lances em ambas as alas. Alan, continua muito ‘agarrado’ à bola, e perde o tempo de passe demasiadas vezes. Bem substituído por Ghilas no início da segunda parte, embora, mais uma vez, Ghilas não esteve ao seu nível. Fajardo, voltou a fazer uma boa exibição, no meio, ou a descair nas alas, sempre muito interventivo. Desmarets entrou para a ala esquerda, segurando Nelson. Eficaz.

Miljan, esteve muito só, o meio campo não chegava lá. Nas poucas oportunidades que teve, esteve bem. Esforçado, segurou bem a bola à espera do apoio.

segunda-feira, agosto 20, 2007

1ª Jornada

Um empate para começar no duelo dos Vitórias...

foto: vgsempre.blogspot.com

Nilson, o salvador.

Luciano e Andrezinho provaram, para quem não sabia, o que são laterais brasileiros. Fracos a defender e perdidos em campo. Radanovic, o pior em campo. Danilo, fez uma exibição a roçar o fraquinho, mas com aqueles companheiros na defesa, não se podia pedir mais... volta Geromel!

João Alves foi o mais esclarecido, Flávio nem por isso, Fajardo começou bem e com bom golo, mas perdeu o gás todo. Ghilas não se viu. Desmarets mostrou que é opção, e das boas.

Alan correu e rematou, mas sem grande felicidade, Carlitos mostrou qualidade. Miljan foi incansável e quase marcava no final. Targino foi velocidade e alguns cruzamentos.

sexta-feira, agosto 17, 2007

Plantel 2007/08


Guarda-Redes

Nilson: O titular indiscutível da baliza vitoriana nas duas últimas épocas, parte em clara vantagem para o lugar de guarda-redes titular. Ele, que é um dos jogadores mais acarinhados pela massa associativa.

Nuno Santos: Segunda época a defender as cores vitorianas e provavelmente será a segunda época com lugar garantido no banco de suplentes. É um bom guarda-redes, e já teve oportunidade de o mostrar no Vitória, contudo a boa forma de Nilson nas últimas épocas não lhe deixa muitas hipóteses para brilhar.

Serginho: A aposta de futuro da baliza vitoriana. Mostrou nesta pré-época que tem qualidades, e que poderão contar com ele para a luta. Boa estampa física e excelentes reflexos são o seu cartão de visita.

Defesa

Andrezinho: É um lateral baixo (1,72m), numa defesa onde a altura é uma imagem de marca. Mostrou qualidades sobretudo no cruzamento, e na velocidade que consegue imprimir ao jogo. É um lateral brasileiro, e por isso precisa ainda de rever alguns aspectos de posicionamento defensivo. Deverá ser uma das apostas da época.

Sereno: O central de Elvas é aposta a lateral. A polivalência assegura-lhe um lugar nas convocatórias de Cajuda. Tem, aos 22 anos, a oportunidade de se estrear nos grandes palcos, onde será sobretudo aposta nos jogos fora de casa, sempre que seja necessário acrescentar centímetros à defesa, contudo fica a impressão que a posição de central é aquela que melhor lhe assenta. Um valor com futuro assegurado.

Momha: O Camaronês deixou boas indicações na época passada, contudo uma lesão afastou-o do arranque desta pré-temporada. Mostrou ser um lateral "adulto" e com bom sentido posicional, velocidade e boa visão de jogo são as características fortes do lateral.

Luciano Amaral: Começou por mostrar muitas carências a nível de posicionamento defensivo no início da pré-época, mas foi melhorando esse aspecto acabando por ser um dos melhores nos últimos jogos. Boa capacidade técnica, procura sempre uma boa "tabelinha" com o médio interior ou com o extremo. Forte no "um para um" mostrou também boas credenciais ao nível do cruzamento.

Geromel: A jóia da coroa vimaranense, vai para a sua terceira época a defender as cores do rei. É um central muito forte no posicionamento e tem na velocidade e capacidade de desarme os seus pontos fortes, apresenta uma boa qualidade técnica sempre que sai a jogar, contudo precisar de melhorar os aspectos de eficácia, "nem sempre é possível jogar bonito". Uma aposta segura.

Danilo: Aquele que deverá começar no eixo da defesa ao lado de Geromel. Visto por muitos com algum descrédito no início da época passada, Danilo foi uma pedra basilar no regresso do Vitória à primeira liga. Sempre muito eficaz nas suas zonas de acção, não gosta de inventar e prefere jogar pelo seguro. Forte no jogo aéreo e na marcação.

Márcio Martins: Dos 3 brasileiros que chegaram para a defesa vitoriana, Márcio é talvez aquele que apresenta melhor currículo, mas será aquele que terá uma tarefa mais árdua na luta por um lugar na equipa titular. Canhoto, Márcio Martins mostrou que gosta de marcar em cima, sem dar muito espaço ao adversário. A velocidade parece não ser o seu forte. Uma lesão na pré-época poderá ter condicionado o início da época.

Radanovic - "A Torre": 1,94m fazem dele o jogador de campo mais alto da Bwin 2007/08. Radanovic foi o último a chegar dos reforços para a nova época. O Sérvio de 27 anos foi contratado para ser sobretudo sinónimo de experiência no sector mais recuado da equipa Vimaranense, contudo as suas aparições na pré-época ficaram marcadas por algum nervosismo e falta de segurança nas acções defensivas. 25 golos nas últimas 4 épocas na primeira liga Sérvia mostra o quanto é forte no jogo aéreo e nas acções ofensivas. Poderá ser uma peça chave na equipa.

Meio-Campo

Flávio Meireles - "O Capitão": É actualmente uma peça vital no plantel vimaranense, vai para a sua 5ª época ao serviço dos Vitorianos na equipa principal. É um jogador duro, e faz valer o seu físico para se impor, e numa defesa como a nossa é importante um jogador assim. Forte no jogo aéreo e no desarme, apresenta limitações na transição para o ataque. A sua liderança em campo dá-lhe um lugar assegurado no 11 de início da época.

Moreno: Uma das caras da cantera vimaranense, Moreno ainda não se conseguiu impor na equipa vitoriana. Sempre o achei como um bom central, e um médio razoável, e penso que o tempo me vem dando razão. Apresenta-se como o suplente natural de Flávio. Precisa de conter os seus ímpetos, para não prejudicar a equipa vitoriana, quando exagera na mostra do seu Vitorianismo.

Pelé: A renovação do contrato poderá ser encarada como uma forte aposta no futuro. Pelé foi uma das revelações do Torneio de Toulon, onde mostrou toda a sua qualidade técnica. Com boa presença física, sabe ocupar bem os espaços de cobertura, precisa de dar mais velocidade nas transições para o ataque. Poderá ser a surpresa desta época e tornar-se um médio de referência nos próximos anos em Portugal.

João Alves: O box-to-box que tem vindo a faltar nas últimas épocas na Cidade Berço parece estar encontrado. Alves é daqueles jogadores que não engana, qualidade técnica, capacidade de passe, excelente visão de jogo. Poderá ser o parceiro ideal para Flávio que nunca jogou com um verdadeiro 8 desde que regressou a Guimarães. A velocidade não é o seu forte, mas melhorando os aspectos de resistência será peça chave no 11 Vitoriano.

Desmarets: O francês, que chegou a Guimarães sob indicação de Norton de Matos revelou-se como sendo uma peça vital na subida de divisão. Rende mais quando descaído para a esquerda, onde ocupa posições de falso interior esquerdo. Com forte apetência para descair para a ala, embora a velocidade não seja o seu forte, consegue através do seu excelente pé esquerdo causar estragos nas defensivas contrárias. Será uma boa solução no meio campo Vitoriano.

Fajardo: Bom de bola, Fajardo é uma promessa adiada do futebol português. No meio ou na ala, Fajardo é sobretudo um tecnicista que gosta de fazer o último passe. Fez uma excelente pré-época sob a orientação do seu bem conhecido Manuel Cajuda. Será uma aposta sem grandes doses de risco de Cajuda, e poderá emprestar alguma magia ao meio campo Vimaranense.

Tiago Ronaldo: O último dos produtos da cantera Vimaranense, Tiago Ronaldo mostrou-se pouco nesta pré-época. Jogou como médio interior onde mostrou ser bom tecnicamente e com boa leitura de jogo. É uma aposta para o futuro.

Avançados

Ghilas - "O Francês": Ghilas chegou a Guimarães como sendo um 10 goleador, mostrou ser um goleador, não lhe peçam é para ser o regista da equipa. Gosta de jogar solto na frente de ataque, e é aí que faz valer a sua velocidade e excelente sentido de desmarcação. Não conduz a bola de cabeça levantada como um típico 10, prefere a tabelinha, ou o passe rápido. Pode ocupar qualquer uma das posições na frente de ataque. É um dos preferidos dos adeptos, onde Ghilas se tornou sinónimo de golos, 12 na última época e 6 nesta pré-época. Será uma das surpresas da Superliga deste ano.

Alan: O extremo que chegou do FC Porto foi uma das melhores unidades na pré-época, dotado de velocidade e capacidade de cruzamento, Alan é, assim como Fajardo, um dos jogadores que já foi treinado pelo técnico algarvio no escalão principal, e foi com ele que fez uma das melhores épocas da carreira no Marítimo, 34 jogos e 9 golos em 03/04. Será uma aposta certa de Cajuda, e, ora no flanco esquerdo, ora no direito, terá o lugar quase garantido na equipa Vitoriana.

Carlitos: O extremo de Barcelos é o jogador com mais experiência de 1ª Liga, em 13 épocas conta com 223 jogos e 30 golos. Carlitos é, aos 30 anos, um jogador que mantém intactas as capacidades pelas quais ganhou fama, velocidade, capacidade de drible e cruzamento. É uma aposta de Cajuda, e será um jogador muito útil ao longo da época, embora deva começar a maioria dos jogos sentado no banco de suplentes.

Targino: O Alentejano que chegou a Guimarães com 15 anos, vai para a sua 4 época na equipa principal. Aos 21 anos é apontado como uma das grandes promessas da escola vimaranense, embora seja criticado por muitos dos vitorianos. Velocidade e poder de arranque são os seus cartões de visita, sente-se como peixe na água a jogar em contra-ataque descaído para uma das alas, preferencialmente a esquerda, contudo precisa de melhorar alguns aspectos como o controle de bola. Na época passada foi o 2º melhor marcador da equipa do Afonso Henriques, apontando 6 golos.

Miljan - "O Matador": Foi na pré-época uma agradável surpresa, mostrando ser um finalizador, 6 golos, tantos como Ghilas. A técnica não é o seu forte, nem adorna muito os lances, prefere apostar na capacidade física e na raça para desgastar as defesas contrárias. Incansável ao longo dos 90 minutos, será um dos goleadores da prova. Tem em Guimarães, aos 25 anos, a possibilidade de estabilizar uma carreira que até agora tem sido bastante instável, 9 clubes em 7 épocas.

Felipe - "Tigrão": Felipe apresentou-se nesta pré-época em boa forma, embora pareça ser a segunda opção de Cajuda no que diz respeito ao homem de área. Tecnicamente evoluído, Felipe mostrou credenciais sobretudo no jogo de cabeça, apontando 2 golos durante a pré-época. Pode também jogar como segundo avançado.

Rabiola: Apareceu na última época como uma das apostas de Manuel Cajuda nos últimos jogos do campeonato, marcando um golo em 5 jogos, o que lhe valeu uma transferência para o F.C. do Porto aos 18 anos. Rabiola é uma das pérolas saídas da formação Vitoriana nos últimos anos. Ponta de lança, ou segundo avançado, Rabiola será à partida a terceira opção no centro do ataque. Apontou um golo na pré-época.

quarta-feira, julho 11, 2007

Contratos

Têm vindo à baila as renovações de contratos dos jogadores vitorianos. No início de época como deve ser. Emílio Macedo tem apontado 2010 como a data limite para extensão de contratos. Parece-me bem que se assegure o futuro com alguma distância, para não acontecer o mesmo que agora poderá acontecer no caso Pelé. Já começam a chegar empresários e a renovação vai ser difícil, senão impossível. Tem a palavra o Jogador.

Na minha perspectiva é prioritário renovar com Ghilas e Targino para além do citado Pelé. E numa perspectiva de continuidade Nilson e Tiago Ronaldo seriam os próximos. Não conheço o termo do contrato do Sereno, mas é outro jogador que deve ser assegurada a sua continuidade no Vitória nas próximas épocas.

Depois há os melhoramentos dos contratos que também vieram a público, e aí parece que os primeiros serão Moreno e Geromel, uma vez que Flávio já renovou.

Um facto curioso é a já significativa presença da Gestifute no plantel Vitoriano. A empresa de Jorge Mendes já representa 4 jogadores, Moreno, Geromel, João Alves e Alan e prepara-se para atacar o quinto: Pelé.

quarta-feira, julho 04, 2007

A tempo e horas

A loja do Vitória já abriu, e os novos equipamentos já podem ser comprados, a tempo e horas como tinha sido prometido.

40€ segundo me constou é o preço do novo jersey do Vitória. Não é o preço que estava à espera, mas ainda assim está abaixo dos preços que se praticam em Portugal em artigos deste tipo.

Como também tinha sido prometido o plantel estaria pronto a tempo e horas, mas está difícil, ou mesmo impossível. Alan já chegou, ficam a faltar 2, um deles "portista". Como o Maciel parece que está difícil, temos então Jorginho ......... Pitbull e Tarik.

Enquanto isto, Pelé brilha pela selecção, e já não acredito que venha a renovar pelo Vitória, é outro que já tem o destino traçado. Pelo que parece termina contrato em 2008, a ser verdade, a renovação do contrato já devia ter sido tratada... a tempo e horas!

domingo, julho 01, 2007

Importa-se de repetir?

Qual foi a parte do raciocínio que eu não percebi?


quinta-feira, junho 28, 2007

4 Notas

1.João Alves, um verdadeiro reforço, e um excelente negócio para o Vitória. Assegura 40% do passe do jogador nos próximos 3 anos. Boa Milo!

2.O Vitória tem um gosto particular pelos parceiros dos grandes jogadores, depois de em 2000 ter contratado Manoel que era companheiro de ataque de Ronaldo "o fenómeno" no PSV eis que agora contrata Felipe que fazia dupla em 99 com o outro Ronaldo, o gaúcho - Ronaldinho Gaúcho. Só espero que a história do Tigrão (alcunha pela qual é conhecido Felipe) seja melhor que a do primeiro.

3.Enquanto cá chega o Tigrão, eis que o D.Sebastião vimaranense, mais conhecido por Tiero se prepara para assinar pela Académica, será que é desta? Duvido...

4.Amanhã dia de Assembleia Geral, continuo com a mesma opinião: Bilhetes Suplementares - não! Já expliquei aqui o motivo. Não entendi como sendo os sócios os parceiros estratégicos que foram anunciados durante a campanha... ou se calhar percebi mal!

quarta-feira, junho 27, 2007

Ponto da Situação:

Um parece que já não sai, o outro sempre é reforço como eu tinha sugerido há quase um mês atrás.

sábado, junho 23, 2007

faltam 7 dias...

Depois de Rabiola, Ghilas também será vendido. Um jogador exemplar no contra-ataque, veio como sendo um número 10, mas foi antes um avançado vagabundo que se desmarcava como poucos nas operações de contra-ataque. Vai deixar saudades.

Segundo o Record os 50% do passe de Rabiola renderam ao Vitória 800 mil euros, o que a ser verdade é um bom negócio.

Percebo que o dinheiro seja difícil de recusar, principalmente perante a situação delicada em que o Vitória se encontra financeiramente, não critico as vendas dos jogadores se forem bons negócios, porque acredito que será uma situação passageira, ou pelo menos quero acreditar...

o que me preocupa é que faltam 7 dias para o final de Junho e os reforços sabem a pouco, e da última vez que estivemos à espera da lista de dispensas do Porto, os resultados não foram os melhores...

quarta-feira, junho 20, 2007

Rabiola

Rabiola foi vendido ao FC Porto, não questiono o negócio porque não sei os valores envolvidos. Mas numa primeira análise poderá ser um bom negócio, não vejo porque não vender se precisamos de dinheiro.

Continuamos com 50% do passe de um jogador com grande margem de progressão, e cedemos os direitos desportivos a um clube com outra capacidade de o mostrar.

Agora uma coisa é certa. Terá de haver dinheiro envolvido no negócio e a cedência de 1 ou 2 jogadores.

terça-feira, junho 19, 2007

Pacotes...


...quando chega o próximo?

quarta-feira, junho 13, 2007

Os 3 Bilhetes...

A direcção do Vitória vai propor na próxima Assembleia Geral a introdução de 3 bilhetes suplementares no valor de 10€ durante a próxima época. Ou seja, os jogos com os 3 grandes estarolas serão Dia do Clube, como se fazia aqui há uns anos a esta parte.

O presidente do Vitória refere que o que o Vitória paga em juros todos os meses uma quantia avultada, e esta medida será uma ajuda preciosa nas contas do clube. Em contas rápidas, se o vitória tiver 20.000 pessoas no estádio em cada um desses 3 jogos, dará uma quantia de seiscentos mil euros.

O que está aqui em causa não é a receita extraordinária que se poderá encaixar com esta medida, porque receitas extraordinárias são sempre bem vidas em qualquer lugar do mundo. O que se questiona é se esta será uma medida justa, e se os SÓCIOS estarão disponíveis para acrescentar à já bem avultada quantia que todos os anos dão ao clube mais este suplemento.

Um sócio normal, que compre um LUGAR ANUAL por 30€ paga ao clube por época 165€, se estivermos na presença de um agregado familiar composto por 3 pessoas, dará no final do ano cerca de 495€ por família, bastante acima do actual salário mínimo nacional...

Convenhamos que, depois de uma época de sacrifício, com jogos paupérrimos, onde os sócios foram sempre os menos beneficiados nas várias campanhas realizadas esta medida não terá, certamente, boa aceitação.

O vitória precisa de euros, muitos euros (precisamos todos) mas não fui eu que prometi construir um pavilhão e umas piscinas, que prometi uma "equipa capaz de entrar em qualquer competição para ganhar" que afirmei que o dinheiro iria aparecer, e que: "eu sei a que portas bater..."

Se as "medidas financeiras adaptadas ao século XXI" como tanto foi referido na campanha são estas, então qualquer um é gestor, e qualquer um pode aspirar a gerir o Vitória, porque pedir dinheiro aos sócios é sempre o caminho mais fácil...

4 boas razões...

...ainda a propósito da Lacatoni


1. É uma marca portuguesa e da região;

2. Tem um projecto de I&D com a Universidade do Minho, mais concretamente com o departamento de Engenharia Textil, situado no campus de Azurém;

3. Vai entregar os equipamentos a tempo e horas;

4. Já é uma das maiores marcas desportivas da Península Ibérica.

terça-feira, maio 29, 2007

Na época do defeso

O Vitória, um ano depois, está de volta ao primeiro escalão do futebol nacional. Agora, passado o pesadelo, é tempo de preparar não só a próxima época, mas também o futuro do clube. Não vão longe os tempos em que Académica e Belenenses, por exemplo, também estavam entre os maiores do futebol nacional, e que depois de caírem na segunda divisão nunca mais voltaram aos mesmos patamares.

Aqui há uns tempos falei da importância da estabilidade, um tema que volta a mostrar-se importante. Por vezes nem sempre o que vem do vizinho é melhor do que aquilo que temos em casa. É importante manter a base do plantel, o que parece que está a ser assegurado, ao contrário de outros anos. Mantermos os melhores é sempre importante.

O Vitória assumiu que vai lutar pelos lugares cimeiros da tabela. Não vai ser fácil. São precisos verdadeiros reforços para termos uma equipa competitiva a este nível. A generalidade dos adeptos são contra a vinda de jogadores emprestados. Mas será que um emprestado não pode ser um bom negócio? Não sou a favor, longe disso, mas por vezes é a melhor opção.

Os nomes que saem nos jornais são mais do que muitos, mas eu pessoalmente estou à espera de algo mais. Jogadores que a serem contratados, sejam realmente mais valias, -"mais vale poucos e bons, do que muitos e fracos"- mas a todos, sem excepção, dou o benefício da dúvida. Fala-se em 7/8 reforços, para colmatarem as dispensas já anunciadas, 2 defesas, 2 médios e 3 avançados. Um médio de transição continua a ser uma das lacunas graves dos últimos anos do Vitória. Posso dar uma sugestão? João Alves.

Targino tem 20 anos, foi o nosso terceiro melhor marcador, com 5 golos em 788 minutos, 1 golo a cada 160 minutos. Parece-me bastante razoável para um jogador da sua idade. O problema foi fazerem dele algo que aos 18 anos não era. Com todas as limitações que possa ter, tem também qualidades, é preciso é saber aproveitá-las...

segunda-feira, maio 28, 2007

quarta-feira, maio 23, 2007

4 Notas

1. Desmarets fica, Brasília parece que não. Obrigado pela excelente época!

2. Parece mesmo que vai ser a Lacatoni a marca oficial dos equipamentos. Foi a marca que equipou mais equipas dos campeonatos profissionais na época passada (7). Entre outros equipou o Braga, o Setúbal, e o Rio-Ave. Não são os mais bonitos, mas aposto que estes chegam a tempo!

3. Parabéns ao site oficial pela actualização permanente. Um excelente veículo para evitar especulações.

4. Afinal o Norton de Matos não é assim tão mau caçador de talentos.

segunda-feira, maio 21, 2007

29810

sábado, maio 19, 2007

É por isto que os Vitorianos são diferentes!


Fernando Meira festejando o título de campeão da Alemanha, com o cachecol do Vitória no braço direito e a bandeira nacional no esquerdo. Ainda há dúvidas?

quinta-feira, maio 17, 2007

Este já não deve voltar!

Cascavel ao que parece vai jogar no Trofense. Ainda vai haver boa gente a arrepender-se de o ter dispensado...

domingo, maio 13, 2007

Já está!!!


O Rosto da subida - Manuel Cajuda - Conseguiu em meia época aquilo que parecia completamente perdido na primeira metade. Em 15 jornadas, só perdeu as 2 primeiras, 10 vitórias e 3 empates, com um score de 24 golos marcados e apenas 4 sofridos. Já agora mk, podes aproveitar esta foto...

O Gondomar merece também o nosso tributo. Primeiro fez cair o Norton de Matos à jornada 14 e com isso veio o Cajuda; na jornada passada ganhou ao Rio-Ave e permitiu-nos chegar aos lugares de subida; e hoje perdeu connosco e fez-nos regressar à primeira liga. Um Gondomar a 3 tempos que foi uma ajuda preciosa!

Parabéns Vitória! Para a semana vai ser estádio cheio!

Dia de fé(sta?)

13 de Maio de 2007. Para os católicos é dia de fé. Para os Vitorianos também.
Hoje joga-se em Gondomar a penúltima final do calvário que atravessamos ao longo do último ano. Hoje muito pode ficar decidido, caso o Vitória vença o seu jogo e o Rio Ave não faça o mesmo frente ao Olhanense. Mas o mais importante mesmo é fazer pelo menos igual ao que o Rio Ave fizer em Olhão, para no máximo termos de esperar uma semana e certamente venceremos o jogo que nos levará de volta à primeira divisão.
Nesse caso, as ruas de Guimarães se inundarão de gente, e será o dia da festa.

Perdoem-me os mais cépticos e pessimistas, mas acredito que dentro de 2 horas vou para o Toural de cachecol em riste, a comemorar, finalmente, o regresso ao lugar de onde nunca deveríamos ter saído.
Estes vão ser os nossos heróis do dia:

Nilson; Rissut, Danilo, Geromel, Hélder Cabral; Flávio, Moreno, Desmarets; Ghilas, Brasília, Rabiola; e mais 1800 vozes de apoio dos melhores adeptos do mundo!

sexta-feira, maio 11, 2007

Private

Domingo não vou ao estádio, mas espero ir à festa! Vai preparando a fotografia do Cajuda, gosto mais do Maradona, mas promessas são promessas...

quinta-feira, maio 03, 2007

Parabéns

Depois de Rabiola, agora é a vez de Tiago Ronaldo, João Aurélio, João Ribeiro e Feliz assinarem contratos profissionais com o Vitória. Isto, na mesma semana em que Nandinho e Rafael foram chamados à selecção nacional de Sub-16. A formação do Vitória, e os seus responsáveis, estão por isso de parabéns.

segunda-feira, abril 23, 2007

Peixeirada

Esta semana há peixeirada ao quadrado, esperemos que os da Póvoa façam boa figura.

domingo, abril 22, 2007

4 Notas

Mais um jogo pragmático do Vitória na era Cajuda. Marcar e saber defender.

O Vitória continua na luta. Faltam agora 4 jogos, 3 em casa e 1 na terra do Valentim. 4 Vitórias são obrigatórias.

Nos últimos 10 anos, o vitória, não perdeu nenhum jogo para a liga no estádio Afonso Henriques contra o Rio-Ave, e conta apenas com 3 empates. Esperemos que a tradição sirva para algo! Vencer por 2-0 seria o ideal.

Não estraguem o puto.

terça-feira, abril 10, 2007

A Culpa é tua Cajuda!


Por mais contas que façamos, (somos sempre suspeitos) o cenário está muito complicado para o nosso lado e só algumas surpresas poderão inverter a situação. Claro que todos acreditamos, ou pelo menos tentamos, mas não basta a nossa vontade é preciso mais, muito mais.

Na verdade a equipa até joga melhor, nota-se que já existem princípios de jogo, é notório um melhoramento nos processos defensivos desde a chegada do Manuel Cajuda, falta aprimorar as transições ofensivas, mas esses processos levam mais tempo.

No fundo estamos a pagar o que era de esperar, um plantel muito mal construído, como tive oportunidade de o dizer aqui no início da época. Faltam soluções, principalmente a nível de meio campo ofensivo e ataque. Henrique e Bacari não mostraram ainda argumentos para serem titulares neste sistema e Andersson poucas oportunidades tem tido.

As equipas constroem-se de trás para a frente, e nisso Cajuda é bom. Mas não chega. Quando o plantel já está todo esticado, e não há mais por onde puxar torna-se difícil.

E é aqui que a culpa vai toda para o Cajuda, porque quando já ninguém acreditava voltou a trazer a esperança, quando tudo parecia já uma miragem conseguiu fazer-nos acreditar, e agora é bem mais difícil de aceitar a derrota da não subida, que a acontecer será bem difícil de digerir, mais agora do que quando estávamos a 3 pontos da descida, quando o "culpado" chegou, e colocou-nos a 3 pontos da subida. No fundo a culpa é toda tua Cajuda!

quinta-feira, abril 05, 2007

You'll never walk alone!

Vale a pena uma leitura do UEFA magazine desta semana. No espaço "Sem fronteiras" uma forte alusão ao nosso clube. Está tudo aqui, com o título: "A chama não se apaga".

segunda-feira, abril 02, 2007

Vitória vs Leixões

O Jogo: Empate em todo o tempo, o Vitória não apresentou grandes argumentos. 3 ou 4 oportunidades, tal como nos últimos jogos, desta vez não fomos tão felizes na finalização.
O Número: 24853, foi este o número que bateu o anterior record de assitencia em jogos a contar para a Liga Vitalis.
A Tática: Manuel Cajuda tem apostado essencialmente em não sofrer golos, em não perder. Tem sido uma boa aposta. Mas parece-me que não será suficiente para subirmos de divisão.
Os piores: José Manuel Peixeira Teixeira, já em tempos de desconto mostra o que é habitual na sua personagem, falta de carácter, quando rasteja Henrique, o outro dos piores da noite no Afonso Henriques.

sexta-feira, março 30, 2007

Timing

Uma boa notícia, no timing certo.

domingo, março 18, 2007

A Bwin aqui tão perto...

Mais uma vitória suada, daquelas que sabem melhor. Brasília mostrou mais uma vez a importância de ter um bom executante de bolas paradas no onze.

Próxima jornada Vitória-Leixões, sexta dia 30 pelas 20h30, encontram-se as duas melhores defesas da Liga Vitalis. É o assalto aos lugares de subida.

Altura ideal para se propor a renovação de contrato a Manuel Cajuda.

Brasília é baixa certa para o próximo jogo. Perdemos uma das peças vitais desta equipa, quem será o substituto?

quarta-feira, março 14, 2007

Contratos


Prepara-se uma revolução no futebol português. Segundo o jornal abola de hoje, está prestes a entrar em cena uma Lei-Bosman à portuguesa. "O caso Zé Tó".

Depois do caso que opôs o jogador Zé Tó à União de Leiria, o qual rescindiu unilateralmente em 2000 para assinar pelo Salamanca, o tribunal considerou nulas 3 de 5 cláusulas relativas ao seu contrato de trabalho.

Ou seja,o que poderá vir a acontecer, depois de conhecida a resolução deste caso, é uma maior mobilidade de jogadores. Estes poderão rescindir com o clube apenas pagando uma indemnização correspondente a salário que iriam auferir até ao termo do seu contrato. Caso se confirme esta possibilidade, as clausulas de rescisão deixam de fazer sentido, pelo menos em termos internos, uma vez que esta resolução do Supremo Tribunal de Justiça apenas será válida para casos em território nacional.

Esta lei, caso se concretize, vai prejudicar os pequenos clubes e os clubes que apostam na formação. Um jogador que sai da formação terá sempre um salário baixo, e será fácil para um grande clube ir recrutá-lo apenas pagando os seus salários até ao final do seu contrato. A solução para os pequenos clubes será apenas o de fazer contratos o mais longos possível, e esperar que o "amor à camisola ainda exista".

Caso se verifique, repito, será certamente um pronúncio muito mau para o futuro do Futebol em Portugal.

Este caso surge numa altura em que Raviola se prepara para renovar o seu contrato, e no ano em que cerca de 80% do plantel termina o seu vínculo, pelo que será interessante perceber como se irão comportar os clubes, e o Vitória neste caso, quando abordarem as renovações com os jogadores.

segunda-feira, março 05, 2007

Geromel

Não é novidade nenhuma que sempre fui um admirador confesso das qualidades de Pedro Geromel. Sempre vi nele um jovem com enorme potencial, um central com uma qualidade bem acima da média para a sua idade. Também sempre disse que era um dos maiores activos do Vitória, e que poderia no futuro ser uma boa fonte de receita em caso de venda.
É também indiscutível que Geromel durante a primeira metade da época na maior parte das vezes protagonizou as melhores exibições individuais da equipa do Vitória.
Acontece que, Geromel saiu aos 59 minutos do jogo com o Varzim, e desde então não mais jogou, devido a uma lesão.
O dado curioso é que até ao final desse jogo o Vitória não sofreu nenhum golo, assim como nos seguintes jogos realizados até agora.
E o que é um facto, é que desde a saída de Geromel o Vitória não sofreu um único golo. Leva já 4 jogos sem sofrer golos, 4 jogos sem perder, 3 vitórias consecutivas.
Pode ser uma mera coincidência, até porque não vejo em Danilo ou em Franco qualidades individuais superiores à de Geromel, mas não será esta dupla mais coesa que qualquer outra formada com Geromel? O futebol actualmente tem de ser visto sobretudo sob o ponto de vista do colectivo e da sua eficácia. E sem dúvida que esta nova dupla tem sido tremendamente eficaz...

sábado, março 03, 2007

Novo Presdidente



Emílio Macedo da Silva é o novo presidente da direcção do Vitória S.C.

Com 68,2% dos votos, a Lista A foi eleita sem grande margem para dúvidas. Os próximos tempos serão certamente de trabalho árduo, e a margem de manobra é bastante apertada para esta nova direcção. Resta-nos esperar que o grande vencedor do dia tenha sido apenas um, o nosso Vitória!


Total de votos: 5681

Lista A: 3754 votos - 68,2%
Lista B: 525 votos - 11%
Lista C: 1223 votos - 22%
Brancos: 140
Nulos: 39

sexta-feira, março 02, 2007

Entrevistas



Nas últimas semanas desenvolvemos contactos para podermos entrevistar os três candidatos à presidência do Vitória. Todos acedaram a responder à entrevista. Foram feitas 5 perguntas a cada candidato, por email. Até ao momento não recebemos ainda as respostas da candidatura da Lista A, liderada por Emílio Macedo da Silva. Caso sejam recebidas antes do final oficial da campanha, serão aqui publicadas. Por agora,ficam aqui as entrevistas exclusivas aos candidatos das listas B e C. Clique na foto para link directo.

Entrevista: Lista C



1. Sabe-se que um dos principais e mais urgentes problemas do Vitória neste momento é o seu passivo. Quais as medidas imediatas que pensa tomar para a redução do passivo, nomeadamente as dívidas mais urgentes?

Sem demagogia, a medida imediata a ser aplicada é comum a todas as listas, ou seja, o recurso a um empréstimo bancário, contudo acrescentamos à medida supracitada a elaboração e respectivo lançamento de um livro de honra do Vitória pelos seus 85 anos, cujo conteúdo incluirá publicidade de toda a indústria e comércio do nosso concelho. Esta fonte de receita extraordinária está estimada num montante de 1 milhão de euros.

2. Pondera durante o seu mandato vender parte do património do Vitória? Se sim, qual?

Não. Toda e qualquer alteração no património do clube só será efectuada se trouxer uma mais valia significativa. Em todo o caso, a decisão terá que ser apresentada aos sócios, através de assembleia geral e aprovada pelos mesmos, que são soberanos.

3. Em relação à equipa de futebol, como vê o plantel actual? Pensa promover uma revolução no plantel no final da época em caso de subida de divisão? E no caso de o Vitória se manter na Liga de Honra?
Independentemente do valor do plantel, a situação actual obriga a que a futura direcção em particular e os sócios em geral os apoiem incondicionalmente. Por isso será contraproducente estarmos a qualificar o valor do plantel. Aquilo que eu defendo e a mensagem que tenho transmitido para o interior do plantel é que dignifiquem e honrem o emblema que trazem ao peito, condição essa que exigiremos a todo o atleta que represente ou que venha a representar o clube, e que atinjam o objectivo traçado para a presente época, que é a subida de divisão. Naturalmente que, na construção do plantel da próxima época, estaremos atentos a esses jogadores. Seria incoerente da nossa parte não incluir os jogadores que se enquadrem no perfil e exigências por nós delineadas e mencionadas no parágrafo anterior.

4. Como será feita a comunicação entre a direcção do clube e a equipa de futebol? Haverá um cargo de Director Desportivo? Quem ocupará esse cargo?
Será feita através de um modelo organizacional de pirâmide hierárquica conduzida por profissionais. Os assuntos relacionados com o futebol serão exclusivamente tratados entre o Presidente, Vice-Presidente para o futebol, Director desportivo e Treinador. O director desportivo será o elo de ligação entre a estrutura do futebol e a direcção. Temos dois nomes em carteira, mas por razões éticas, atendendo a que os mesmos se encontram no activo, não cairemos no erro da outra candidatura em anuncia-los.


5. Quais são os seus planos para os escalões de formação de futebol do Vitória? E para as modalidades amadoras? O que de novo será feito?
Toda a estrutura do futebol, quer profissional quer de formação, será profissionalizada e organizada de acordo com o modelo apresentado no ponto 4. Pretendemos que o método de treino seja igual ao do futebol profissional e que mensalmente haja uma rotatividade de jogadores juniores a treinar com a equipa sénior. Assim, reduziremos o período de adaptação desses mesmos jogadores no futebol sénior e maximizaremos as potencialidades de cada jogador no futuro. Privilegiaremos os atletas que consigam ter sucesso escolar e desportivo, acompanhando-os permanentemente, através do responsável hierárquico, assegurando assim a vertente humana e desportiva, que não a dissociaremos. Quanto às modalidades amadoras, apoiaremos institucionalmente todas aquelas que dignifiquem o nosso clube e que sejam auto-financiadas.

Pensamos existir condições para a existência da modalidade de futsal, o que de imediato incentivaremos a sua criação, dentro do modelo definido.


De seguida poderá deixar uma mensagem final aos nossos leitores:

Estas são as eleições mais importantes na história do Vitoria, não por serem as próximas, mas pela actual situação. Acresce que as actuais eleições elegerão uma equipa e não apenas um Presidente. Mediante as candidaturas apresentadas a sufrágio, está nas mãos dos sócios a decisão de permitirem que os mesmos de sempre continuem a dirigir os destinos do Vitoria ou o total rompimento com o passado. Penso que a mensagem foi transmitida, que as restantes candidaturas foram desmistificadas e que a nossa equipa se apresenta com as melhores pessoas para assumirem compromissos com competência e confiança. Juntos conseguiremos devolver o nosso clube aos sócios e as vitórias.

Para que possamos cumprir com os nossos compromissos, precisamos da vossa confiança, votando no próximo dia 3 na lista C.

Só Vitória na nossa mente, Só Vitória no nosso coração.

Entrevista: Lista B


1. Sabe-se que um dos principais e mais urgentes problemas do Vitória neste momento é o seu passivo. Quais as medidas imediatas que pensa tomar para a redução do passivo, nomeadamente as dívidas mais urgentes?
Num curto prazo terá de passar por receitas correntes e pela renovação de contrato com as Águas do Ave, que significam uma receita na ordem de 1,5 milhões de euros. Para além disso, temos receitas por nós angariadas através de patrocínios e parcerias. No médio/longo prazo, o projecto passa por angariar receitas extraordinárias, nomeadamente na rentabilização de espaços do estádio, como referido no nosso programa e foi apresentado.

2. Pondera durante o seu mandato vender parte do património do Vitória? Se sim, qual?
Não queremos vender, até porque o Vitória já tem vindo a delapidar o seu património. No entanto devemos fazer um estudo rigoroso do valor do património do clube. Temos que ter consciência que, se estiver em causa o futuro do Vitória poderemos ter de considerar todas as situações.

3. Em relação à equipa de futebol, como vê o plantel actual? Pensa promover uma revolução no plantel no final da época em caso de subida de divisão? E no caso de o Vitória se manter na Liga de Honra?
Essa revolução já se pode considerar que esteja em marcha, devido a esta política ruinosa de assinar apenas por um ano, e de jogadores emprestados. Deste modo, a maior parte dos jogadores deve sair, porque acabam contrato. Mas, no que diz respeito à política desportiva do Vitória, isso vai ser definido pelo nosso director desportivo, em conjunto com o treinador. Eles serão os responsáveis, em conjunto com a direcção, pela definição do projecto de futebol. Terá de haver responsabilidade e profissionalismo.

4. Como será feita a comunicação entre a direcção do clube e a equipa de futebol? Haverá um cargo de Director Desportivo? Quem ocupará esse cargo?
Haverá, como é óbvio, o chefe de departamento de futebol e o director desportivo. Essa organização e essa estrutura permitirão harmonizar uma política desportiva em conjunto com o departamento de formação, para que o Vitória possa, no futuro, lançar jogadores para a sua equipa sénior. Quanto a nomes, é ainda prematuro, no entanto podemos avançar que é uma pessoa ligada ao futebol, ex-profissional do Vitória, e que sente e gosta do clube como vitoriano que é! Esse é o perfil que queremos e que essa pessoa possui.

5. Quais são os seus planos para os escalões de formação de futebol do Vitória? E para as modalidades amadoras? O que de novo será feito?
A formação tem de ser uma escola para homens e para jogadores. Tem de ser incutido desde muito cedo a cultura e a força do clube, a forma apaixonada como os sócios o vivem. Queremos a criação de uma academia de formação (casa do Vitória) onde os jovens possam viver, estudar e treinar. Para além disso, tem que se harmonizar toda a política desportiva entre a formação e o futebol profissional, uniformizando os métodos de trabalho e até os modelos de jogo. Promovemos também a criação de uma política interna de criação de uma quota de 20 jogadores profissionais, sendo o restante plantel obrigatoriamente formado pelos jovens de formação. Deste modo, será mais fácil aparecer uma oportunidade para um desses valores jogar e poder afirmar-se. E só assim o Vitória poderá ter jovens no plantel, formados nas suas escolas, que no futuro possam vir a ser vendidos e gerar receitas para o Vitória. Chega desta política de desperdício de jogadores da formação.

De seguida poderá deixar uma mensagem final aos nossos leitores:
Caros associados, deposito total confiança neste meu "nosso" projecto, temos total consciência de que este é o rumo para um Vitória de glórias... Não tenham medo de votar em pessoas que só sentem o Vitória e não tenham receio na lista que sempre foi sincera com os associados... Acima de tudo, apareçam para votar, pois queremos fazer deste dia mais uma demonstração de vitorianismo único! Votem bem ou mal, mas votem (sempre em consciência num projecto) e sinceramente, mais importante que tudo,, que sejamos sempre Vitória até à morte... Que o dia 3 sirva para uma nova união dos associados e principalmente que o Vitória só nos dê alegrias...
Saudações vitorianas!
Não só por ti Vitória... Mas sim por todos nós...
Vota Lista B

segunda-feira, fevereiro 26, 2007

Aposta

Depois de ler esta notícia, quase que aposto que o Cascavel para o ano está no Braga, é que já vão 13 golos.

domingo, fevereiro 25, 2007

6

- Golos do Ghilas no campeonato.
- Diferença de pontos em relação ao 2º lugar.
- Jornadas no D. Afonso Henriques até ao final da Liga Vitalis.
- Golos marcados na "era" Manuel Cajuda.

quinta-feira, fevereiro 22, 2007

Faça a sua pergunta

Faça a sua pergunta aos candidatos à presidência do Vitória.

O blog Bancada Nascente possibilita a todos que façam as suas perguntas através do nosso e-mail, ou caixa de comentários aos 3 candidatos. Nós fazemos chegar as perguntas às listas candidatas e publicaremos aqui as respostas que todos querem saber.

Não deixe que a sua pergunta fique sem resposta!...

sexta-feira, fevereiro 09, 2007

E agora, um momento muito sério...

O debate de ontem à noite. As declarações bombásticas. Os Projectos e as ideias. O Futuro do nosso clube. Tudo e muito mais, em exclusivo aqui no bancada nascente.

Com um agradecimento especial ao João Paulo que disponibilizou as gravações para os nossos leitores.

Sem dúvida nenhuma. Temos candidatos!

Emílio Macedo:


André Pereira:


Manuel Rodrigues:

Debate, mas pouco...


Assim de repente, e depois de ouvir o primeiro acordo debate entre os 3 candidatos, fiquei com a ideia que as ideias são poucas. Os projectos parecem vazios e sem bases de sustentação. Todos alinharam no mesmo diapasão: Não há dinheiro! Isso é irrefutável. Agora o que devia estar em discussão é onde e como se vai gerar riqueza, porque vender os anéis penhorados não dá grande coisa. E eu até sou a favor de um novo projecto para uma academia de futuro, mas para isso é preciso conhecimento de causa, e não se pode dizer sim, só por dizer...

Um promete em 3 anos, sem dinheiro, construir uma equipa, um pavilhão e uma piscina. Outro quer fazer um centro comercial no estádio (!?). Pelo menos o mais novo fica-se pelos casamentos...

segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Ponto de situação (Parte II)

Vamos por partes:

Em primeiro lugar, gostaria de fazer referência ao primeiro aniversário do Bancada Nascente, que se completou no passado dia 30 de Janeiro, com mais de 5000 visitas, e todas as referências, agradecimentos, e promessas que já fiz aqui à passagem da visita nº 5000 deste blog. Uma pequena nota para o número record de visitantes no mês de Janeiro, que foi superior a 1000, tendo sido aproximadamente o dobro do antigo record, o mês de Abril de 2006. A todos os que nos visitam, o nosso muito obrigado.


Em segundo lugar, vamos falar de reforços. 4 contratações e um logro... Foram no passado mês de Janeiro inscritos pela equipa do Vitória os jogadores Tchomogo, Rissut, Anderson Costa e Paulo Adriano. Veio também para Guimarães Waldir Lucas, que entretanto foi devolvido ao Ajaccio por causa da não autorização da FIFA para a inscrição do jogador. Um caso que ainda promete dar que falar, pela incompetência da nossa actual direcção, pela discriminação da FIFA, ou por ambas.
Quanto àqueles que foram realmente inscritos, penso que vieram para as posições que o Vitória mais necessitava, mas a ver vamos se vieram com a qualidade que o Vitória necessita.
Rissut parece ser um lateral com qualidade, boa técnica mas com um defeito que me parece incrível para um jogador da sua posição: é bastante lento. Poderá ainda estar à procura da sua melhor forma, e espero que o futuro mostre como estou enganado.
Paulo Adriano é um jogador com provas dadas no futebol português. Parece ser um verdadeiro reforço, quer pela sua experiência, quer pela sua qualidade técnica. Pode ser o toque de serenidade e classe que faltava ao meio-campo do Vitória.
Tchomogo é também um conhecido do futebol português. Um extremo veloz que vem dar um pouco mais de qualidade ao lado direito do ataque. Talvez precise de ser um pouco mais prático na hora de ir à linha e cruzar a bola, mas penso que é mesmo reforço.
Quanto a Anderson Costa, talvez ainda não esteja na sua forma plena, mas mostra já ser um verdadeiro ponta de lança, um homem fixo na área. Talvez um pouco fixo de mais, e por isso necessita de um homem mais junto a ele, um 2º avançado como Henrique ou Bacari (são as opções que temos...). A sua forte compleição física pode ser-lhe vantajosa em algumas situações, mas no futebol da Liga de Honra, com os árbitros que temos, serão marcadas muitas faltas de cada vez que luta pela bola em contacto físico com um adversário.

Mas, com ou sem reforços, a nossa situação é cada vez mais desesperante. Começa a por-se em causa muita coisa que se passa no futebol do Vitória. Em 3 jogos desde a entrada de Manuel Cajuda o Vitória conseguiu apenas um ponto (em caso de vitória nos 3 jogos estaríamos agora a apenas 1 ponto dos lugares de subida). Tudo isto faz-nos pensar bastante: será que a saída de Norton de Matos e a entrada de Manuel Cajuda foi realmente benéfica? Será que valeu a pena a entrada de novos reforços, certamente mais caros a nível salarial que aqueles que saíram, quando a subida é cada vez mais uma miragem? Já para não falar do período de adaptação de todos eles, que em nada beneficia uma equipa com urgência de resultados imediatos.

Época perdida - Virá aí a Salvação?

No meio de tudo isto, surgem as eleições para a presidência do Vitória. Penso que não poderiam surgir em melhor altura.
Depois da gestão feita por uma direcção que ficará para sempre na história do clube, pelos piores motivos, e com a época já praticamente perdida, era urgente mudar.
E penso que surgem numa altura óptima, por vários motivos. Em primeiro lugar, porque o candidato que vencer as eleições saberá à partida que nada há a fazer em relação a esta época, e que irá encontrar um clube na Liga de Honra e que por lá se manterá pelo menos mais um ano e meio. Isso à partida inviabiliza uma estratégia normalmente utilizada pelos candidatos, que é a promessa da vinda de um novo treinador, a única mudança possível nesta altura, visto que isso nada iria alterar. E depois, como não estamos em época de transferências nem perto disso, poupam-nos das promessas de grandes reforços para a equipa, que na maior parte das vezes não chega a concretizar-se.
O facto de se realizarem nesta altura permitirá assim planear a próxima época com serenidade, com bases bem assentes, mas sem desculpas para falhar. A margem de erro é cada vez menor...
Assim, penso que a campanha irá ser marcada realmente pelo debate de ideias para o futuro do nosso clube, e não em promessas que nunca passam disso mesmo. Para ajudar a esse debate, é de salutar a presença de 3 listas concorrentes, o que dará concerteza outro animo a esta campanha.


P.S.: Perdoem-me a extensão do post, mas realmente tinha mesmo muita coisa para dizer...

domingo, fevereiro 04, 2007

Globalização

7 Brasileiros, 2 Franceses, 1 Camaronês e 1 Beninense.

É este o actual Vitória de Guimarães!...

sábado, fevereiro 03, 2007

Os Candidatos


A corrida vai ser a três. Emílio Macedo, Manuel Rodrigues e André Pereira. Mas a vitória já está garantida à partida, essa será certamente do Vitória S.C.

Agrada-me particularmente o facto de existirem várias listas, primeiro mostra que o Vitória é um clube vivo, depois é sinal que o acto eleitoral será aceso, com troca de ideias, com debate de projectos, onde a discussão será em volta de qual o melhor futuro para o nosso clube.

Emílio Macedo da Silva, ex Vice-Presidente do Vitória e ex-presidente do Sandinenses, formou a sua equipa à base de ex-dirigentes de colectividades da região, Luciano Baltar ex-presidente do G.D.Pevidém, Manuel Almeida ex-presidente do Moreirense, Paulo Pereira ex-director do Moreirense e Alberto Oliveira. Conta ainda com Pedro Xavier, homem forte do futebol durante o reinado de Pimenta Machado.

Manuel Rodrigues candidato derrotado nas eleições de 2000 conta com o apoio de vários empresários e até um ex-presidente do clube, António Rodrigues Guimarães, ligado a uma das épocas mais conturbadas do nosso clube, 1974/75, onde depois de um excelente campeonato viria a ser muito contestado por razões políticas, sendo reconduzido no cargo depois de uma assembleia onde é fortemente aclamado, formando então nova direcção onde entra pela primeira vez António Pimenta Machado que mais tarde viria a marcar para sempre a história do clube. Conta ainda com o apoio de Luís Filipe Silva, Pedro Roque, Laurinda Rodrigues e João Pimenta Machado.

André Pereira é um jovem empresário vimaranense que apresenta uma lista recheada de juventude e com vontade de mostrar que também são capazes. Conta com a apoio de Nuno Araújo, Luís Araújo, Leonel Oliveira e Custódio Lobo. Prometendo uma visão apaixonada do nosso clube com a irreverência natural da juventude.

De todos, ficamos a aguardar as ideias e os projectos. Esperando que um melhor futuro do Vitória esteja em discussão, e acima de tudo que seja apenas e só isso que move estes candidatos.

quinta-feira, fevereiro 01, 2007

segunda-feira, janeiro 29, 2007

2 notas

1. Não quero ser repetitivo, mas: Cascavel marca mais 2 golos, desta feita contra o Maia.

2. Tiero, o D. Sebastião Vitoriano, parece que vai jogar na Naval até ao final da época. Vai mesmo? Se for, é um caso a analisar...

domingo, janeiro 28, 2007

Ponto da situação:

VSC: 16 jogos; 21 pontos; 9º lugar; a 8 pontos da subida e a 8 pontos da linha de água.

quarta-feira, janeiro 24, 2007

Profissionalismo (Parte I)


Contratações

O modelo de contratações levado a cabo nos últimos anos, está mais que falido. Os clubes não podem continuar a ser dependentes dos empresários, é necessário cada vez mais apostar numa boa base de dados relativos a jogadores que possam interessar no futuro. No mundo do futebol, é preciso ser mais perspicaz que o adversário, mais astuto, mais rápido. E, por vezes os fins justificam os meios. É necessário estar no mercado, e saber os métodos a utilizar, não podemos ser reféns de alguém que nos bata à porta com a promessa de sucesso.

O responsável máximo num clube que tenha a responsabilidade de contratar, deve ser alguém que perceba de futebol, claro, mas deve ser sobretudo um profissional. Desenganem-se os que pensam que o amor ao clube é o mais importante em cargos de gestão desportiva. Actualmente, o mundo do desporto em geral, e do futebol em particular, requerem cada vez mais profissionalismo.

Não se pode contratar apenas por contratar, para ver no que dá. Não, é necessário assumir desde logo as responsabilidades quando algo falha, e retirar as consequências que daí advenham. O problema está pois claro no profissionalismo. Sejamos claros, o clube deve ser gerido por profissionais a tempo-inteiro, e não ser um part-time.

O sucesso nas contratações, é uma das bases para o sucesso desportivo. Toda uma gestão é posta em causa se não existir sucesso desportivo, no caso de Vítor Magalhães isso foi por demais evidente. Não conseguiu sucesso desportivo, bem pelo contrário, e isso é imperdoável. Mas o seu grande erro não foi tanto no modelo de gestão, foi não ter as pessoas certas que lhe dessem garantias no futebol, agravando-se com a saída de Manuel Machado. Faltou profissionalismo, por muito que as pessoas que lá estivesses gostassem do Vitória.

terça-feira, janeiro 23, 2007

Candidatos perfilam-se

Depois de Manuel Rodrigues ter assumido que estava disposto a ser candidato à Presidência do Vitória, eis que surge Emílio Macedo da Silva a confirmar o que se suspeitava, também ele está disposto a avançar.

Emílio conta com os apoios de Pedro Xavier e Manuel Almeida. Fica agora por saber se Manuel Rodrigues continuará com sua candidatura, e se aparecerá mais alguma lista na corrida.

Ficamos à espera...

sexta-feira, janeiro 19, 2007

Número histórico


A poucos dias de completar um ano de existência, eis que o Bancada Nascente atinge a bonita marca de 5000 visitantes.
É um número que nos enche de orgulho e satisfação, pois significa que temos público para manter o blog activo, e que temos prestado um bom serviço.
É verdade que não somos tão activos como desejaríamos, em termos de postagens novas, mas outros compromissos pessoais impedem-nos de fazer mais, neste momento.
Mas o objectivo é melhorar, e crescer cada vez mais. Temos tido nos últimos meses um espantoso crescimento do número de visitas, tendo já neste mês de Janeiro batido o record mensal, já com mais de 650 visitas, o que nos pode levar a uma outra bonita marca de 1000 visitas mensais.
A todos os que nos visitam, com maior ou menor periodicidade, o nosso muito obrigado, e a promessa de que tentaremos fazer cada vez mais e melhor.

terça-feira, janeiro 16, 2007

Eleições



No próximo dia 3 de Março vai haver eleições. Aquela que será lembrada como uma das piores direcções das últimas décadas do Vitória deixará o clube, não tem outra opção. O timing para as eleições poderá não ser o melhor, porque a equipa de futebol sai sempre afectada com estes assuntos, e o que ela mais precisa é serenidade.

É tempo de decidir. Vão ser apresentados projectos, uns melhores, outros piores. Todos quererão por certo o melhor para o nosso clube, vão ser lançados nomes, discutidos assuntos do nosso interesse, mas sejamos realistas, o que precisamos não é de sucesso imediato, precisamos antes de um clube virado para o futuro, com bases sólidas, capaz de crescer cada vez mais. Prefiro não subir, mas crescer sustentadamente, por muito que isso possa custar.

Agora ficamos à espera que apareçam os candidatos, estou certo que não faltarão soluções, é assim nos grandes clubes... Até dia 3 de Março.

segunda-feira, janeiro 15, 2007

Vamos a contas?

Terminou ontem a primeira volta do campeonato da Liga de Honra, e o Vitória averbou mais uma derrota, a 6ª neste campeonato, tantas quantas as vitórias, ficando-se assim pelos 21 pontos nesta primeira metade do campeonato.
Pouco, muito pouco, na minha opinião.
Olhando um pouco mais para cima, vemos que o lugar de subida mais próximo, o 2º, atingiu a marca dos 30 pontos, mais 9 que o Vitória. Não vamos sequer olhar para o primeiro, fiquemo-nos pelo já bem difícil segundo lugar, que já enchia de satisfação todos os vitorianos.
Assim sendo, não será difícil a aritmética para saber quantos pontos seriam necessários no final da época para atingir a tão desejada subida: 60 pontos. Obviamente, este número mágico foi calculado através da multiplicação do número de pontos do segundo classificado por 2 (30x2=60), partindo do princípio que a 2ª volta será semelhante à 1ª.
Ora, se o Vitória tem neste momento 21 pontos, serão necessários nada mais, nada menos, que 39 pontos... O que equivale a dizer que dos 45 pontos possíveis, o Vitória apenas poderá perder 6.
Desta forma, há duas fórmulas mínimas possíveis para o sucesso: 13 vitórias e 2 derrotas ou 12 vitórias e 3 empates.
Tudo pode acontecer, e até podem não ser necessários tantos pontos, mas até poderão ser precisos mais. Parece-me uma tarefa muito, mas mesmo muito complicada...
Será que nos espera mais uma travessia pelo deserto?

domingo, janeiro 14, 2007

Mais do mesmo...

1.Perdemos por 1-0 frente ao Olhanense. Cajuda deve ter percebido que tem um longo e difícil trabalho à sua frente. Para piorar as coisas 2 expulsos e 1 lesionado.

2.Para a semana já veremos se os 15 dias pedidos pelo Waldir Lucas foram suficientes. Mas possivelmente Bacari será o titular.

3.Pelo que rezam as crónicas, Sereno foi dos melhores jogando a defesa direito. Será que é para continuar?

4.Leixões e Feirense voltaram a ganhar.

5.Cascavel voltou a facturar, desta vez frente ao Moreirense.

sexta-feira, janeiro 12, 2007

Águas do Ave


Segundo noticia do Record, o Vitória prepara-se para renovar o seu contrato com a empresa Águas do Ave por mais 10 anos, ficando assim com aquele espaço alugado à referida empresa até meados de 2024(!). Aquando do primeiro contrato em 2004, no valor de 1 milhão de euros ficou logo em aberto a possibilidade de alargar o contrato por mais um período de 10 anos, contudo a empresa Águas do Ave teria de fazer um aumento de capital para tal ser possível, o que aconteceu no final de 2006.

Na altura do primeiro contrato o Vitória teve o adiantamento da verba através de uma agência bancária conforme aprovado pelos sócios em AG. 1 milhão de euros que serviram entre outras coisas para colocar o Vitória na Liga de Honra. Agora uma questão se coloca será legítimo fazer o mesmo com os novos 1,5 milhões deste novo contrato?

Não sei, mas se a questão for levantada em AG possivelmente será reprovada. Não se pode dizer, como alguém parece querer passar, que se está a hipotecar o clube ao fazer-se um contrato com tão longa duração. A questão é antes se o contrato é economicamente vantajoso ou não, se por ventura existiriam outras soluções. E acima de tudo, como investir o dinheiro que provém desse contrato.

terça-feira, janeiro 09, 2007

Contratações



O Treinador já mudou, o Defesa direito desejado já chegou, o Avançado também... O que fica a faltar?

domingo, janeiro 07, 2007

Guimarães no pódio



Um grupo de jornalistas do jornal Expresso, resolveu elaborar uma lista que classifica as melhores cidades portuguesas a partir de uma série de critérios. O resultado foi apresentado no suplemento "Única". Embora o método de avaliação seja discutível, o resultado é que Guimarães é a segunda melhor.

Nos três primeiros lugares aparecem Lisboa, Guimarães e Évora. Quem quiser ler o texto completo publicado sobre a nossa cidade, está aqui.